Buscar
  • Centro de Reabilitação PĂ©lvica Mariana Ferro

Bexiga Hiperativa

Atualizado: 4 de Jun de 2020


📌 Bexiga hiperativa (BH) Ă© definida como uma sĂ­ndrome clĂ­nica caracterizada pela presença de urgĂȘncia miccional, frequentemente associada a aumento da frequĂȘncia e noctĂșria, acompanhada ou nĂŁo de incontinĂȘncia urinĂĄria, na ausĂȘncia de fatores metabĂłlicos, infecciosos ou locais. Por sua vez,

hiperatividade do detrusor, refere-se a um diagnĂłstico urodinĂąmico que se caracteriza por contraçÔes involuntĂĄrias do detrusor durante a cistometria, podendo ser neurogĂȘnica ou idiopĂĄtica.

📌 A prevalĂȘncia de sintomas de BH na população adulta de ambos os sexos chega a 17%. Na população masculina, a bexiga hiperativa

estå muitas vezes associada à hiperplasia proståtica benigna (HPB) e consequente obstrução infravesical.

📌 As causas da BH nĂŁo estĂŁo bem estabelecidas, mas sĂŁo provavelmente de origem multifatorial, incluindo causas neurogĂȘnicas (esclerose mĂșltipla, Parkinson, doença vascular cerebral, Alzheimer) e nĂŁo neurogĂȘnicas como obstrução vesical, prolapso genital, anormalidades nos receptores vesicais, mĂșsculos do assoalho pĂ©lvico, alĂ©m de fatores comportamentais. ⠀⠀⠀

📌 O tratamento conservador desta condição requer uma abordagem integrada, incluindo intervençÔes no estilo de vida (terapia comportamental), exercĂ­cios da musculatura do assoalho pĂ©lvico com ou sem o biofeedback, treinamento vesical, cones vaginais e eletroestimulação perineal ou perifĂ©rica do nervo tibial.

📌Essa condição compromete a qualidade de vida do indivíduo.

Fonte: www.sbu.org.br

#bexigahiperativa #fisioterapiapelvica #maceio #incontinence #l4l

4 visualizaçÔes0 comentårio